Crise nas Infinitas Terras


Crisis on Infinite Earths (publicada em português como Crise nas Infinitas Terras) foi uma série de histórias em quadrinhos publicada pela editora estadunidense DC Comics em doze edições em 1986. Caracterizou-se como uma saga no universo fictício de super-heróis daquela editora, atingindo os mais importantes personagens publicados por ela, como o Superman, o Batman, a Mulher-Maravilha e o FlashCrise foi roteirizada por Marv Wolfman e desenhada por George Perez.
O título da série foi inspirada em histórias de Crossovers anteriores envolvendo as Terras Paralelas do Multiverso, tais como a "Crise na Terra Dois" e "Crise na Terra Três", etc.[1]
No contexto da ambientação em que se insere, a história teve fundamental importância para a editora pois teria eliminado o conceito de Multiverso, que se baseava em criar Terras Paralelas com heróis diferentes ou versões alternativas dos heróis famosos da editora. Os eventos repercutiram simultaneamente em todas as revistas de super-heróis da editora da época. Esse tipo de evento foi repetido pela DC em outras oportunidades, como na série Lendas e na saga Milênio.
O conceito do Multiverso surgiu na história "Flash of Two Worlds" publicada na revista The Flash #123 (Setembro de 1961) onde o Flash da Era de Prata (Barry Allen), encontra seu antecessor dos anos 40, Jay Garrick (conhecido no Brasil como Joel Ciclone). As terras paralelas existiam no mesmo espaço e ao mesmo tempo (espaço-tempo), sendo separadas apenas pelas diferentes vibrações moleculares. O Flash conseguia viajar entre essas Terras, pois sua supervelocidade permitia que seu corpo alcançasse essas diferentes vibrações.[2]
Algumas Terras do extinto Multiverso:
  • Terra 1: era a universo principal, com as histórias e as versões atuais dos super-heróis e outros personagens;
  • Terra 2: era o lar das primeiras versões de heróis dos anos 40 da Terra 1, como o Flash Jay Garrick e Lanterna Verde Alan Scott. Era lar também de versões envelhecidas de heróis como o SupermanBatman entre outros.
  • Terra 3: com versões malignas dos heróis.
  • Outras Terras: havia milhares de outras Terras que foram eliminadas, como a Terra 4, Terra S, a Terra X e a Terra Prime.
Personagens comprados de outras editoras como a Charlton Comics, também ganhavam uma própria Terra. Uma das justificativas para a eliminação do conceito de multiverso foi que causava muitas confusões entre os leitores a respeito da cronologia dos personagens.



LEIA AQUI: http://fainbory.com/8AXH

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top